Distribuidor de Equipamentos Estéticos

Distribuidor de Equipamentos Estéticos Eletroestimulador corporal Ultracavitação Radiofrequência Jato de Plasma



Distribuidor de Equipamentos Dermatofuncional Corrente Russa Lipocavitação Criofrequencia



Distribuidor de Equipamentos Estéticos Eletroestimulador corporal Ultracavitação Radiofrequência Jato de Plasma



Distribuidor de Equipamentos Dermatofuncional Corrente Russa Lipocavitação Criofrequencia



Todas nós sabemos que, elas aparecem geralmente nos glúteos, coxas e mamas, e nos locais que se estendem durante e após a puberdade.

Motivo de incômodo para muitas mulheres, as estrias são, rachaduras na pele em forma de listras irregulares causadas pelo estiramento do tecido além dos limites suportados. Consequência de um ganho excessivo de volume em um curto espaço de tempo, pois a pele não consegue acompanhar tão rapidamente e se adaptar às novas dimensões sem que as estrias se formem.

As estrias podem aparecer em diferentes partes do corpo, e não se engane homens e mulheres estão sujeitos a elas, entretanto as regiões mudam conforme o gênero. Nos homens são mais comuns na porção inferior das costas, ombros, lateral do peito, flancos e glúteo. Nas mulheres, aparecem principalmente em glúteos, seios e coxas, no abdômen é mais comum durante a gravidez.
Por que algumas pessoas têm muitas estrias e outras, não tem nenhuma?
Vários fatores influenciam e interferem para o surgimento das estrias:
Dieta;
Tabagismo;
Hidratação do corpo;
Hidratação e nutrição da pele.
Predisposição genética;

Coloração das estrias
Elas apresentam variação de tons, avermelhadas ou esbranquiçadas e alguns especialistas definem que estrias “são lesões lineares que no início são vermelhas e arroxeadas, posteriormente se tornando esbranquiçadas. Podem ser deprimidas ou discretamente elevadas com espessura e largura variáveis.”

A diferença entre as tonalidades, geralmente, se dá devido ao processo inflamatório resultante de sua formação. No início são mais avermelhadas porque estão na fase aguda da inflamação. O tratamento é mais efetivo nesta fase e quase não deixa vestígios, mas, com o passar do tempo, esse processo cessa e o tratamento fica mais trabalhoso pois elas cicatrizam e as estrias se tornam esbranquiçadas e mais difíceis de remover.
Confira 3 tratamentos para atenuar ou eliminar as estrias
Atualmente há muitas opções de tratamentos para melhorar as estrias no mercado.

Radiofrequência
É uma ótima alternativa de tratamento para as estrias brancas. Geralmente em até 15 sessões, dependendo de cada caso, elas somem completamente. O método usa o aquecimento da pele para estimular o colágeno e para aumentar o metabolismo celular do local em que é aplicado. A radiofrequência fracionada é onda eletromagnética que permite tratamento profundo, promove a produção de fibroplastos e melhora consideravelmente as estrias, pela grande produção de colágeno. Por ser fracionada, apresenta de forma geral um tempo de recuperação rápido (de 3 a 7 dias), geralmente sem que a pessoa precise interromper sua rotina diária. Ou seja, a energia penetra de forma profunda na pele, mas sem machucar a superfície.
Eletrolifting
A técnica utiliza um equipamento de corrente com estimulação elétrica que induz ativação muscular e formação de tecido rico em colágeno e agentes cicatrizantes. Neste tratamento o objetivo é basicamente causar um processo inflamatório no local, pela ação da agulha e da corrente, e posteriormente sua regeneração pois o aumento do fluxo sanguíneo local irá ativar propriedades regenerativas naturais do corpo.
O eletrolifting é contraindicado para gestantes, pessoas que sofrem de arritmia cardíaca, hipertensão e diabetes, bem como para pessoas com alergias ou irritação à corrente elétrica, hipersensibilidade e tendência a queloides.

Carboxiterapia
A carboxiterapia é uma boa alternativa para tratar as estrias brancas. Geralmente recomendadas cerca de 10 sessões, o tratamento regenera a pele e reorganiza as fibras de colágeno e elastina, fazendo com que a pele fique mais uniforme. Trata-se, da aplicação subcutânea de gás carbônico na estria. Por ser um procedimento dolorido, é aconselhado somente para quem não é tão sensível a dor. As sessões de carboxiterapia são contraindicadas para gestantes e também na fase de amamentação, e ainda, para pessoas com problemas no cardiorrespiratórios ou no coração.
Tratamentos caseiros

Hidratação 
Em casa, o que pode ser feito é manter-se sempre bem hidratada, uma vez que a pele hidratada tem menos chances de romper as fibras. Usar creme hidratante à base de ureia após o banho e, em casos de pele mais seca, aplicar óleo hidratante sempre massageando bem para melhores resultados. Para tratamentos mais elaborados consulte um profissional para receitar ácidos manipulados ou prontos.

Como prevenir as estrias
Hidratar bem a pele;
Tomar bastante água, ao menos 2 litros ao dia
Usar filtro solar;
Evite se expor ao sol em horários críticos;
Manter o peso evitando o efeito sanfona;
 

Data: 06/08



Compartilhar: