Distribuidor de Equipamentos Estéticos

Distribuidor de Equipamentos Estéticos Eletroestimulador corporal Ultracavitação Radiofrequência Jato de Plasma



Distribuidor de Equipamentos Dermatofuncional Corrente Russa Lipocavitação Criofrequencia



Distribuidor de Equipamentos Estéticos Eletroestimulador corporal Ultracavitação Radiofrequência Jato de Plasma



Distribuidor de Equipamentos Dermatofuncional Corrente Russa Lipocavitação Criofrequencia



Quem nunca, chegou do trabalho trazendo o cansaço do dia e logo corre para o chuveiro para tomar uma ducha quente e relaxante. Depois de alguns minutos, você já se sente muito melhor, fecha o chuveiro e se enrola em uma toalha macia, felpuda e cheirosa para se secar. E quem não gosta dessa sensação? Sentir o toque da toalha macia e limpa na sua pele, mas será que ela realmente limpa? Esperamos que sim, mais provavelmente, não. Porque é bem possível que você não esteja trocando suas toalhas com a frequência que deveria. 

Se você utiliza a mesma toalha por uma semana para trocar, sinto em dizer que é preciso fazer o rodizio antes disso. Na verdade, esse prazo não é determinado por dias, mas sim pelo número de usos, sim é bom começar a adquirir o hábito de contar o uso e não os dias! De acordo com os cientistas, o intervalo ideal para fazer a substituição das toalhas – seja de banho, de rosto ou de mão – é de apenas três usos.

Será mesmo? Pra que tanto?

Trocar as toalhas de banho a cada três usos pode parecer exagero, mas essa recomendação tem suas razões de existir – e elas se chamam fungos e bactérias.
Toalhas são ambientes ideais para a proliferação de micro-organismos por inúmeros motivos, o acúmulo de células mortas e secreções corporais que deixamos para trás, fluidos genitais, saliva e sangue (quem nunca se cortou com uma lâmina durante o banho?). E não somos apenas nós os ácaros também adoram fazer parte desta festinha, as toalhas oferecem um ambiente úmido, estão em contato com o oxigênio e são expostas ao calor do banheiro, durante aquele longo e prazeroso banho quentinho e cheio de vapor.

Da onde vêm esses micro-organismos? Praticamente da vida, pois saiba que é do seu próprio corpo, estamos cobertos por esses seres minúsculos e eles habitam todos os locais, e os banhos, por mais caprichados que sejam, não são capazes de eliminar todos esses fungos e bactérias. Só se você tiver disponível uma super estufa antibacteriana. Por mais limpo que o ambiente seja, as toalhas podem se contaminar com os micro-organismos do próprio banheiro. E nem vou entrar no mérito de compartilhar a toalha com alguém – nesse caso, a contagem de germes aumenta ainda mais.

Aí, quando nos esfregamos na toalha, eles se transferem para o tecido, junto com células mortas da nossa pele. O resultado disso são condições perigosas para a nossa saúde, como doenças causadas pelas bactérias Escherichia coli (infecções urinárias e intestinais) e Staphylococcus aureus (um patógeno oportunista que pode causar infecções de pele).

Cuidados com as toalhas

Não iremos falar só dos males, vamos tratar também do assunto sobre o cuidado com essas toalhas, quando for possível deixar as toalhas completamente secas entre um uso e outro, nestas circunstâncias você não precisaria fazer a troca de forma tão frequente, mas é difícil conseguir secá-las completamente quando elas ficam dentro do banheiro ou jogadas sobre a cama.
Para lavar, utilizar um sabão com agentes branqueadores à base de oxigênio ou até mesmo você pode adicionar uma pequena quantidade de vinagre branco à lavagem das toalhas, lavar com sabão normal e deixá-las secar ao ar livre. Não se esqueça, é importante evitar compartilhar toalhas com outras pessoas, inclusive toalha de mão e o tapetinho de secar os pés. Um micro-organismo pode ser inofensivo para outra pessoa da sua família e, ao mesmo tempo, ser um risco para você.
Para encerrar, não tenha dúvidas: se a toalha estiver com um cheirinho estranho já passou da hora, lave-a imediatamente!
 

Data: 08/08



Compartilhar: